Os novos veículos de luxo na estrada em 2023

Maserati Granturismo
Porsche Macan VE
Ferrari Purosangue
Lamborghini Urus Performante
Lexus RZ
Rolls-Royce Spectre
Anterior
Next

Já a anunciar um novo ano, as marcas automóveis preparam-se para fazer chegar ao mercado as suas linhas mais recentes de veículos. De VE a novos carros desportivos, eis os novos modelos de luxo que ansiamos por ver na estrada num futuro próximo.

Maserati Granturismo

O Maserati Granturismo regressa para uma segunda geração deste desportivo de duas portas, no segundo trimestre de 2023, com opções de trem de força elétrico e V6 para abanar o segmento de luxo GT e restabelecer a marca como fabricante líder de carros desportivos. O Granturismo elétrico – Folgore – vem equipado com mais de 745 bhp e 997 lb-ft de torque, e pode acelerar de 0 a 100 km em apenas 2,7 segundos. Uma nova arquitetura flexível – sem qualquer relação com a usada pelo antigo Granturismo com motor V8 – formará a base do Folgore e dos seus irmãos V6, com duas versões: GranTurismo Modena e GranTurismo Trofeo. Ambas contarão com o potente motor a gasolina Nettuno, um bloco V6 biturbo de 3,0 litros com potências máximas de 490 e 550 cv, permitindo ir de 0 a 100 km/h em 3,9 segundos no Modena – 3,5 segundos no Trofeo – e uma velocidade máxima de 302 e 320 km/h, respetivamente. A transmissão é automática de oito velocidades nas duas versões. As diferenças percetíveis entre os modelos V6 e VE incluem um para-choques dianteiro subtilmente ajustado e tubos quádruplos na traseira.

Porsche Macan VE

O trabalho da Porsche em combustíveis sintéticos prova que a marca não está totalmente comprometida com um futuro 100% elétrico. Dito isto, a Porsche ainda planeia capitalizar no segmento dos VE, e o Macan é o primeiro modelo a fazer a transição da combustão interna para a eletricidade, já a partir de 2023.

Um dos Porsches mais vendidos, logo atrás do Cayenne, o Macan movido a combustão interna será, todavia, eliminado em 2024, confirmando que o futuro do SUV compacto da Porsche será puramente elétrico. Este será o primeiro modelo da Porsche construído na arquitetura PPE (Plataforma Elétrica Premium) do Grupo VolksWagen, oferecendo uma arquitetura de 800 volts para proporcionar um carregamento mais rápido. Há também dois motores elétricos, um em cada eixo, com o último empurrado para trás o máximo possível para melhorar o equilíbrio de peso. Este Macan também será equipado com eixo traseiro direcional, o que auxilia nas curvas de baixa e alta velocidade. Na versão mais potente, o novo Macan deverá produzir cerca de 450 kW, reforçando a promessa da Porsche de que será o SUV mais desportivo do seu segmento.

Ferrari Purosangue

O primeiro SUV da Ferrari está a chegar, uma verdadeira surpresa face às declarações anteriores da marca de que nunca faria um. O Ferrari Purosangue vem com um motor V12 de 6,5 litros de aspiração natural com potência superior aos 800 cv – a maior potência em Ferraris até hoje. Mais tarde, uma versão V-8 e até um híbrido V-6 estariam disponíveis para o SUV, que a Ferrari denomina FUV. Na dianteira, o Purosangue terá LED na parte superior e ampla abertura inferior no para-choques, onde se localizam os faróis principais. Possuirá ainda traseira curta, capô alongado e inclinado, teto alto face a outros desportivos da marca e carroçaria de quatro portas, sendo o primeiro modelo da Ferrari produzido em série com esta configuração. Mecanicamente, será construído sobre uma nova plataforma de motor central-dianteiro. A arquitetura colocará o motor para trás das rodas dianteiras, enquanto a transmissão de dupla embraiagem ficará na traseira, para uma melhor distribuição de peso.

Lamborghini Urus Performante

Após a transformação bem-sucedida do Lamborghini Huracan Performante, o Urus recebe o mesmo desempenho superior. Com um leve aumento de potência, melhor aerodinâmica, algumas economias de peso direcionadas e pneus ultra-aderentes, o Urus Performante visa fortalecer a sua posição no segmento dos super-SUV.

Este Performante recebe um novo diferencial central Torsen, que pode enviar mais torque para o eixo traseiro, onde um diferencial traseiro ativo o distribui lado a lado. Como no Urus padrão, amortecedores adaptativos, um sistema anti-roll ativo e direção da roda traseira estão disponíveis, mas com parâmetros mais agressivos. A caixa automática de oito velocidades também foi ajustada para reduzir os tempos de troca. Um capô de fibra de carbono, rodas mais leves e escape de titânio fazem parte de um pacote de revisões que reduziram a massa em 47 kg. Além dos modos de condução normais, este novo Urus adiciona uma opção Rally, para um desempenho melhor fora de estrada.

Lexus RZ

A Lexus está a eletrificar toda a sua linha, e o seu primeiro VE completo será o crossover RZ – um irmão movido a bateria do RX. Este Lexus nascido de raiz para ser elétrico chega, no início de 2023, com muitas novidades tecnológicas, como o volante tipo manche de avião e a direção by wire, prometendo uma autonomia de 400 km e o luxo habitual da Lexus. O trem de força consiste num par de motores elétricos, uma unidade de 150 kW na frente e um motor de 90 kW na traseira, juntamente com uma bateria de 71,4 kWh refrigerada a água para garantir maior longevidade (a Lexus diz que ao fim de dez anos ainda mantém 90% da sua eficácia) e para reduzir os consumos, que a marca promete situarem-se nos 18 kWh/100 km. Capaz de direcionar 100% do torque disponível para o eixo dianteiro ou traseiro, o sistema é constantemente variável para proporcionar a melhor dinâmica.

Rolls-Royce Spectre

Este é primeiro carro elétrico da marca e também o “sucessor espiritual” do Phantom Coupé, cujas primeiras unidades serão entregues no quarto trimestre de 2023. A base para o Spectre é a architecture of luxury – uma plataforma flexível de estrutura espacial totalmente em alumínio adaptada para propulsão elétrica. Com quase três toneladas, o Rolls-Royce elétrico tem 5,45 metros de comprimento e quatro assentos. E há um pormenor: as portas são abertas no sentido contrário. Os dados finais de autonomia, desempenho e aceleração ainda não foram divulgados, mas, de acordo com informação preliminar, o Rolls-Royce Spectre tem 430 kW (584 cv) de potência e 91,7 kgf.m de torque, indo de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e atingindo uma velocidade máxima de 250 km/h.

Em 1900, Charles Rolls tinha previsto um futuro elétrico para o automóvel – desde que houvesse infraestrutura. Mais de 120 anos depois, o Spectre vem cumprir a profecia do fundador, dado que a marca de luxo promete ser totalmente elétrica até 2030.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

The Best Formula 1 Driving Experiences

Realize o sonho da sua vida e seja piloto de Fórmula 1 por um dia. Para quem gosta mesmo de velocidade, a emoção de estar ao volante de um carro de Fórmula 1 não tem igual.