A mais bela viagem de comboio pela Alemanha

Nuremberga-Tiergrtnertorplatz
Bona
Leipzig Richard Wagner Platz
Bremen Marktplatz
Wiesbaden Kurhaus
previous arrow
next arrow
 

Porquê conhecer somente um destino se podemos aproveitar a viagem para visitar todos os que quisermos? Os comboios da Deutsche Bahn são rápidos, cómodos, ecológicos e têm preços bastante acessíveis. Deixamos aqui algumas sugestões de lugares imperdíveis e que ficam perto das principais cidades, com voos diretos desde Portugal.

Wiesbaden

A menos de uma hora de comboio da magnífica cidade Frankfurt, é uma das mais antigas estâncias termais da Europa. Em virtude das suas águas, com efeitos benéficos, sobretudo para quem sofre de doenças reumáticas e ortopédicas, já era conhecida a nível internacional no início do século XX. Beber um copo de água na Kochbrunnen (fonte de água quente), símbolo de Wiesbaden, é um ritual, tal como mergulhar na piscina Kaiser-Friedrich-Therme, em estilo art nouveau, com água que atinge os 39 oC. Destacam-se também a Kurhaus, espaço com sumptuosos salões e um bonito casino. Cinco minutos de funicular levam ao topo da colina de Neroberg, onde há mais para explorar, designadamente a piscina exterior Opelbad e a Igreja Ortodoxa, um dos templos mais bonitos da cidade.

Bremen e Bremerhaven

Tratando-se de uma sugestão dupla, Bremen fica a uma hora de comboio de Hamburgo e, estando aqui, aconselha-se a visitar a “cidade irmã” Bremerhaven. Os Músicos de Bremen, conto popular dos Irmãos Grimm, são o símbolo da cidade. Mesmo ao lado, encontra-se a estátua do cavaleiro Ronaldo e o edifício da Câmara Municipal, com um interior muito rico, e o restaurante Ratskeller, no piso inferior, que acolhe a maior coleção de vinhos alemães do mundo. O bairro Schnoor, de ruas estreitas com casas em enxaimel, é perfeita para fazer compras, beber um copo ou deliciar-se com os vários restaurantes. Outra zona que merece uma passagem é Schlachte, onde pode sentar-se numa esplanada a contemplar o rio.

Já em Bremerhaven, onde o rio Weser se une ao mar do Norte, é incontornável a Klimahaus, misto de parque temático e centro de ciência que proporciona ao viajante, uma viagem inesquecível por vários pontos do mundo para conhecer o respetivo clima, as alterações sofridas e as suas consequências. Verdadeiramente concebido, permite sentir as condições climáticas, desde o frio da Antártida ao calor do Níger.

Leipzig

A cerca de uma hora de Berlim, fica a atraente Leipzig, uma cidade histórica, mas também muito verde, musical e criativa. A Igreja de São Nicolau é um dos lugares que marcou a História; foi aqui que nasceu um movimento na origem de uma manifestação pacífica, em 1989, contra o regime comunista que juntou cerca de 70.000 pessoas. Outros festivais animam a cidade, como o caso do Bach Fest, em homenagem a Johann Sebastian Bach, que aqui compôs algumas das suas grandiosas obras. O Klassic Airleben, com concertos da reputada Gewandhaus, a mais antiga orquestra secular alemã, no parque Rosental. O calendário é evidentemente muito diversificado ao longo do ano, abrangendo desde música gótica a jazz. A visita deve incluir o bairro da moda Plagwitz, assim como o vizinho complexo Spinnerei, antiga fábrica convertida em espaço cultural. O parque Clara Zetkin, a não perder, é excelente para passeios tranquilos junto ao lago.

Nuremberga

A pouco mais de uma hora de Munique, Nuremberga é uma cidade repleta de charme e de lugares incríveis. O castelo é uma das mais relevantes fortalezas alemãs, e um deles até é possível pernoitar, no Youth Hostel Nuremberg, a funcionar no espaço onde outrora se situavam os estábulos. Existe um museu que conta a sua história e há outros que merecem uma visita, como a Fembo Haus, que acolhe o museu da cidade, o Neues, com arte e design desde a década de 1950, e ainda o DB, o museu ferroviário mais antigo do mundo. Destacam-se também a praça Hauptmarkt, a igreja gótica de Nossa Senhora (Frauenkirche) e a imponente Schöner Brunnen (bela fonte), de 19 metros. Há ainda eventos especiais, como o animado Altstadtfest, com música, jogos tradicionais e iguarias deliciosas, como é o caso das famosas salsichas locais. Fora dos cinco quilómetros de muralhas, Gostenhof, mais conhecido por GoHo, é o bairro da moda, que merece ser explorado pelas suas maravilhosas lojas, galerias, restaurantes e bares.

Bona

Fica a cerca de uma hora de Dusseldorf, com voos diretos desde Lisboa e Porto. É famosa pela sua universidade, onde estudaram personalidades notáveis como Karl Marx, Friedrich Nietzsche ou o Papa Bento XVI. Também o célebre Ludwig van Beethoven aqui nasceu, em 1770. Um dos lugares a não perder é a casa-museu, uma das atrações turísticas mais concorridas da Alemanha. O Beethovenfest, um dos mais antigos festivais de música alemães, é também um evento ao qual vale muito a pena assistir. Do itinerário para conhecer a cidade fazem também parte a casa onde o compositor Robert Schumann residiu nos últimos anos de vida; o Jardim Botânico da universidade; o bairro Sudstadt, conhecido pelos seus restaurantes e bares; e o vasto parque Rheinaue, com lago e um Jardim Japonês.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados