Algarve é vida – O melhor destino do mundo

Farmhouse of the palms
Farmhouse of the palms
Beach Quinta do Lago
Vila Joya Food
Vila Vita Parc
Ocean
Resort Praia da Quinta do Lago
Palmas Douradas
previous arrow
next arrow
 

No sul de Portugal, banhado pelo oceano Atlântico, com forte influência do Mediterrâneo, está o Algarve, destino de férias de verão ou só para passar uns dias tranquilos. Areias brancas, cheiros a mar, alfarroba, laranja e erva-príncipe repousam nas memórias de constantes gerações, exaltando lembranças de noites quentes que terminam ao sol nascente, ao som de músicas intemporais. O Algarve deste século está mais bonito, há lugares idílicos para pernoitar, restaurantes com menus inesquecíveis e paragens obrigatórias para compras originais. E existe uma nova narrativa que se constrói à volta de um lugar que ganha prémios internacionais e faz o mundo inteiro caber neste nosso paraíso.

Visitar o Algarve é encher o coração de momentos felizes com a pele bronzeada e aroma a maresia, em total liberdade e descontração. Esta pequena superfície de terra banhada por águas tépidas foi distinguida, pelo segundo ano consecutivo, como o Melhor Destino de Praia do Mundo pelos World Travel Awards. Este triunfo surgiu poucos meses após a região ter recebido igual distinção a nível europeu. Por isto e muito mais que há para rever ou descobrir, a F Luxury elaborou um roteiro, que poderá servir como guia de férias, com o que de mais supremo se pode encontrar entre tanta diversidade de alojamento, restaurantes e compras. No mar de azul intenso com águas temperadas, é possível fazer quase todos os desportos náuticos ou passear simplesmente de barco pelos mais de duzentos quilómetros de costa. Se juntarmos um total de mais de três mil horas de luz por ano, teremos uma harmoniosa união que não deixa espaço para pensar em mais nada.

Quando glamour e conforto se fundem

Na romântica vila de Porches, situada entre Lagoa e Albufeira, conhecida pelas suas notáveis cerâmicas, há um pequeno segredo que vamos revelar: o Vila Vita Parc é felicidade em estado puro para grandes famílias ou só para uma ida a dois. O resort de cinco estrelas onde se passeia por caminhos em calçada e jardins floridos parece uma acolhedora aldeia algarvia, na qual há villas com total privacidade e piscina privativa com vista para o mar. A decoração interior, em tons de azul, verde e muito branco, ilustra uma absoluta calma e serenidade. No exterior, estão terraços intimistas prontos para receber noites quentes ao som de música relaxante. No jardim privativo destas casas encantadas, misturam-se palmeiras com centenárias oliveiras, assentes numa relva imaculada.

Há também o Vista Parc, com apartamentos onde nada falta para que a estadia seja repleta de glamour e conforto; se for esta a opção, é possível usufruir de todos os benefícios que o resort oferece. São uma das opções para famílias de quatro pessoas, cujo enorme terraço deixa antever animadas conversas, enquanto o sol diz adeus ao dia, e as noites quentes chegam para embalar os sonhos. Se o tempo de passagem neste convidativo lugar for só para dois, há quartos que antecipam umas férias ímpares, podendo escolher-se a vista para o mar ou para o jardim. As suites são também lugares de excelência onde nada falta – independentemente da dimensão, evocam elegância, privacidade e romance. Uma açoteia pede partilha de momentos que enchem a alma. Há também um spa, o primeiro em Portugal a trabalhar produtos Sisley, para mimar a pele e o espírito, inspirado nas grutas marítimas da região, em tons de azul e verde, lembrando a diversidade do oceano. Se, por outro lado, o objetivo for conhecer o espaço em volta, pode optar por um tour num carro clássico, com motorista incluído, e rodar por estra- das e vilas pitorescas. Há também a possibilidade de encomendar um piquenique romântico ao pôr do sol ou jantar sob as estrelas.

Momentos bucólicos

Se a opção para pernoitar for algo mais rural, a sugestão é a Farmhouse of the Palms, uma das mais elegantes quintas da região, situada em São Brás de Alportel, a quinze quilómetros de Faro. Idealizada pelo casal belga Frank e Véronique, a propriedade, com mais de 200 anos, foi restaurada com imenso carinho; juntando ao estilo rústico o contemporâneo, fizeram nascer um pequeno refúgio que parece uma aldeia de branco caiada. Aqui, dizem os proprietários, só é permitido existir, tudo o resto é preparado por um staff extremamente qualificado que mima cada um dos visitantes. Ao caminhar entre a calçada rodeada de árvores, é percetível que ali existe um sonho pintado de branco, um lugar cheio de pura magia com aroma a alecrim e lavanda. As espaçosas suites revelam aconchego onde os tons mediterrâneos trazem serenidade. Se dormir ao abrigo das estrelas for um desejo antigo, há um quarto com o céu a descoberto que nos leva para uma história de encantar. Este lugar fascinante mostra que o luxo está na autenticidade dos pormenores e na tranquilidade que transmite. Após um sono embalado pelos sons bucólicos, somos despertados pelo aroma a pão quente, enquanto, nas mesas, dispostas ao lado de centenárias oliveiras, estão doces artesanais e outras deliciosas iguarias. Se sair deste refúgio não faz parte dos planos, o almoço e jantar estão garantidos por experientes cozinheiros que levam para a mesa produtos sazonais da terra, peixe da costa e suculentas carnes. Em volta deste abrigo, quase secreto, há muito para explorar – tudo pode ser feito de bicicleta ou de carro. Este lugar, um segredo bem escondido, onde mora o silêncio fragmentado pelas águas cristalinas das fontes e pelo canto dos pássaros, foi distinguido, em 2019, como Melhor Alojamento em Espaço Rural em Portugal pelo jornal da indústria do turismo Publituris.

Destino de excelência

O nosso roteiro de descanso prossegue até Almancil, mais precisamente até à Quinta do Lago, um empreendimento turístico considerado um dos mais luxuosos da Europa, com vários campos de golfe e uma praia quase privada. A comemorar meio século de vida, a pequena quinta isolada cresceu e conta centenas de histó- rias vividas por quem atravessou este destino intemporal que viu por ali passarem reis, rainhas, princesas e pessoas comuns de todo o mundo. Localizada em pleno Parque Natural da Ria Formosa, refú- gio de variadas populações de aves selvagens, possibilita aos visi- tantes caminhar sobre as águas cristalinas pela ponte de madeira que leva à praia de areia dourada. Para ficar a conhecer esta riqueza, o Clube da Quinta organiza visitas com biólogos marinhos. A escolha para dormir é grande, havendo elegantes casas que parecem saídas dos contos das arábias e outras mais contemporâneas, todas com piscina privativa e mordomias que as férias merecem.

Se uma casa grande não for o pretendido, há o The Magnolia Hotel, onde descanso e aventura se cruzam. Além dos quartos, existem chalés, entre pinheiros, em estilo vintage, com terraços privativos que convidam à leitura ou apenas a relaxar. As zonas interiores de estar e para refeições desvendam divertidas cores mediterrâneas que dão leveza e frescura ao calor do verão. A piscina exterior é aque- cida para que a estadia seja ainda mais confortável. A Quinta do Lago deixa-nos dormir a um pequeno passo da praia, proporciona passeios pela Natureza e leva-nos a saborear excelentes iguarias nos seus restaurantes, como o reconhecido Casa Velha, não esquecendo que oferece a possibilidade de jogar golfe no melhor campo de Portugal.

Quando a gula não é pecado

Os dias de férias pedem sabores da terra e do mar e legumes das hortas cuidadas com carinho. Pelos caminhos do interior, há verdadeiros tesouros gastronómicos escondidos entre amendoeiras, sobreiros e alfarrobeiras, libertando fragrâncias que intensificam o apetite e o pecado da gula. Quando baixamos ao litoral, os sabores vêm do mar manifestados na grande variedade de peixes e mariscos, refletidos em consagrados pratos que ativam os palatos mais exigentes. Para acompanhar qualquer ágape de sabores algarvios estão os vinhos da região, que transportam na sua essência um aroma delicado e fresco. Embora se possa encontrar grande varie- dade de restaurantes em todos os lugares do Algarve, a F Luxury elegeu dois premiados com estrelas Michelin que reúnem nos seus menus a excelência gastronómica da região.

Para glorificar o apetite, rumamos a Albufeira, onde, na Estrada da Galé, está o Vila Joya, que começa por nos dizer que “o céu da boca tem estrelas comestíveis”, porque a cozinha do chef Dieter Koschina é celestial, poisada em nuvens de aromas e sabores divinos. E há uma perpétua história de amor entre o chef austríaco, a viver no Algarve há três décadas e há mais de vinte anos com duas estrelas Michelin, que se conjuga com o mar do Atlântico. Por isso, todos os dias vai procurar os melhores peixes e outros produtos para o seu menu que nunca é igual. Quando chega o John Wayne Time, a criatividade do mestre artesão de sabores e aromas é posta à prova – do nada pensado produz um festival pantagruélico com o que tem à mão. Esta sua expressão deve-se ao facto de alguns dos seus pratos serem criados com extrema espontaneidade e precisão, como se fossem tiros certeiros. Mas o Signature Menu do chef Koschina é imaculado, tão cuidadosamente alinhado que nos lembra uma obra de arte. A sua cozinha é refrescante, simples, mas cheia de equilíbrio, sendo possível identificar-se cada elemento. Recentemente, sob a mesma chancela, abriu o Vila Joya Sea mesmo em cima da praia, para momentos mais descontraídos, onde a cozinha de fusão é soberana, deixando os pormenores concederem aos pratos um festival de cores.

Voltamos mais uma vez a Porches, onde está o melhor restaurante de luxo do mundo. O Ocean foi assim distinguido nos The Global Restaurant of the Year 2021 nos World Luxury Awards. Com o chef Hans Neuner, considerado um dos melhores do mundo, no comando, conquistou também a categoria de Best Locally Sourced Produce Menu. O menu de degustação, que inclui catorze momentos, é agora inspirado na Rota da Índia, com sabores vindos de países onde os aromas são refrescantes e intensos e a vida se faz com calma. Este espaço, com duas estrelas Michelin, respeita o tempo próprio dos produtos e das estações do ano, sendo tudo feito com o mar como pano de fundo. Hans Neuner mostra uma cozinha contemporânea e fresca, com reinterpretações da essência da gastronomia portuguesa a cada estação cujo foco principal são os ingredientes vindos do oceano Atlântico. Se o menu é um encanto gastronómico, o espaço leva-nos às profundezas do oceano, onde impera a serenidade. A sua superfície está enrolada em folhas de branco, com dobras infinitas sobre um xaile de azul. Nas paredes estão plácidas conchas e corais a par de uma composição de vidros suspensos que parecem bailar. Todo o espaço é fascinante, tudo flutua e, quando os pratos chegam à mesa, o olhar absorve e sorri, só apetece contemplar a perfeição de cada composição.

Mestria ancestral

O roteiro é agora encaminhado para as compras, porque há sempre aqueles momentos em que apetece trazer uma recordação, mimar o guarda-roupa ou simplesmente convidar amigos para um animado lanche à beira da piscina. Para preparar uma refeição, há mercados cheios de aromas de onde apetece levar tudo para a mesa, deixando a partilha de aventuras mais vibrante. Se o objetivo forem antes umas peças de roupa ou acessórios, o Vila Vita Parc oferece um espaço de lojas com exclusivos de marcas de luxo. Para quem procura algo diferente e inovador, a sugestão vai para o Museu do Traje de São Brás de Alportel, no atelier Palmas Douradas de Maria João Gomes, de cujas mãos nascem chapéus tão singulares que despertaram o interesse da mítica modelo da casa Chanel Inés de La Fressange e malas que chamaram a atenção do designer de moda Christian Louboutin. Todas as peças são únicas e manufaturadas com palmas do Algarve, a que os nativos chamam palmeira-das-vassouras. E não são só acessórios; a artesã entrança peças de grandes formatos que servem como tapetes ou para paredes. As palmas algarvias são cada vez mais procuradas, confecionadas à maneira antiga, com design inovador, onde cada acessório ou peça revela um glamour que perdura no tempo. Com novos chapéus e malas imperdíveis já na lista de compras, é tempo de rumar a Boliqueime, onde Lauren Slater e a filha Pamela fabricam, de forma artesanal, velas de luxo, com cera de soja e óleos e fragrâncias naturais sob a marca Algarve Candle. O pavio é de madeira para que o derreter seja perfeito, garantindo o mínimo desperdício. Entrar nesta loja é sentir o aroma da terra molhada, de frutas maduras e de ervas aromáticas – tudo aqui respira sustentabilidade e bom gosto. E para que a casa fique aromatizada com perfumes que relaxam ou energizam, há também difusores para óleos aromáticos e queimadores de cera. Para acarinhar as mãos, há um sabonete líquido que deixa a pele suave. Os aromas são tantos e tão apetecíveis que apetece levar tudo e, no regresso das férias, encher a casa com os cheiros de verão.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados