Roberto Cavalli: desfile primavera / verão 2022

016_Roberto_Cavalli_SS_2022
017_Roberto_Cavalli_SS_2022
015_Roberto_Cavalli_SS_2022
007_Roberto_Cavalli_SS_2022
046_Roberto_Cavalli_SS_2022
002_Roberto_Cavalli_SS_2022
033_Roberto_Cavalli_SS_2022
022_Roberto_Cavalli_SS_2022
006_Roberto_Cavalli_SS_2022
previous arrow
next arrow

Paixão e desejo, segurança e sensualidade, sonhos e realidade. Sob a direção criativa de Fausto Puglisi, a coleção Cavalli para a primavera / verão 2022 incorpora estes elementos centrais. Usando os arquivos da Casa como ponto de partida, a coleção incorpora os extraordinários estampados experimentais dos anos 70, a par com a observação contínua da natureza que, ao longo do tempo, permitiu a Roberto Cavalli criar novas texturas e grafismos numa ampla gama de materiais e produções.

O icónico motivo do tigre selvagem concebido para a passarela da coleção outono / inverno 2001/2002 é reeditado num vestido de noite enviesado usado pela escultural Cindy Crawford, agora visto numa saia completa com construção de alta-costura, uma parca longa, uma camisa simples e um minivestido em jersey que pode, até, ser usado sobre calças pretas.

A ideia de peças colecionáveis ​​está de volta com o espetacular casaco em íris jacquard sobre fundo escuro, revelando um interior com brocado iridescente costurado à mão. Os vestidos de noite recortados são esculpidos com drapeados segundo a técnica de moulage.

Cada peça contém um toque contemporâneo. Linhas suaves, mas precisas, emprestam corpo à elegância impecável dos clássicos: do fato power às calças flutuantes, do vestido tubo ao casaco tipo-robe, terminando com o mais luxuoso dos quimonos, camisas largas e pijamas.

Em toda a coleção, o novo símbolo de estilo Cavalli é destaque: uma garra de metal que se transforma num salto em sapatos de noite ou botas de cetim, um detalhe em carteiras de grande formato ou um brilho de luz numa camisa.

Novas cores abundam – verde menta ou íris pixelizada, sempre com o poder expressivo do tigre impresso, que se move em sintonia com a mulher. Cavalli olha a natureza com os olhos do amor e, assim como nos anos 2000, grita “Eu sou a festa”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes