Shiseido apresenta Ginza, inspirado no bairro mais cosmopolita de Tóquio

GINZASS21-EDP50ml_withshadow_768614155225_RGBWeb_3543px_300dpi
GINZASS21-Floralbouquetvisual300dpi1
GINZASS21-PerfumedShowerCream75mlwithoutshadow_768614092094_RGBWEB_1000x1000_300dpi
previous arrow
next arrow

A origem de Shiseido, a sua fonte, a sua casa. Mais do que um perfume. Um novo paradigma. Ginza convida a expressar a feminilidade em todas as suas facetas, todos os seus contrastes. Para assumir a sua dualidade, para cultivar a sua sensibilidade tanto quanto a sua autoconfiança. Para aumentar a sua força interior. Para revelar o seu poder insuspeito!

Na origem de Ginza reside a aliança de contrastes, uma arte que Shiseido domina na perfeição. Uma forma única de agarrar a tradição e de transportá-la para a modernidade, de a modelar até encontrar a sua expressão mais justa, mais inspiradora. Enquanto que no Ocidente um perfume é, sobretudo, sinónimo de arma de sedução, no Japão ganha uma dimensão mais pessoal e espiritual.

Os samurais usavam perfume e incenso nas cerimónias Kodo para dar coragem. Ou melhor, para libertar a sua própria força. Na verdade, o Bushido, o seu ancestral código moral, levava-os a acreditar neles próprios e a tornar a sua personalidade o seu poder mágico.

 “Não tenho nenhum poder mágico, faço da minha Personalidade o meu poder mágico.” Credo do Samurai.

Guiada pela ideia que tudo já existe em nós, Shiseido propõe com Ginza uma fragrância que aumenta a feminilidade no que é mais vibrante, mais poderoso. Uma combinação sagrada de opostos, subtileza e intensidade, delicadeza e força, sabedoria e paixão. Um bouquet floral acentuado pela madeira.Assinado por Karine Dubreuile Maia Lernout, da casa de perfumes japonesa Tagasako, Ginza rodeia a tradição olfativa para ancorá-la no tempo. Numa alquimia perfeita, a elegância das flores encontra o poder das madeiras sagradas.

Uma referência subtil ao ancestral ritual Kodo, que consiste em “escutar” o cheiro da madeira para purificar o corpo e o espírito. Esta dualidade singular assina a aura única de Ginza.
A fragrância abre numa explosão de brilho com romã brilhante e bagas rosa pungentes. No coração do bouquet, o jasmim destila as suas facetas mais bonitas. Três variedades da flor entrelaçam-se numa sensualidade cinzelada, quente e fresca, leve e inebriante. Das pétalas de magnólia e de frésia nasce um turbilhão alegre. A orquídea japonesa traz um toque misterioso ao leque de  ores.

De repente, esta voluptuosidade floral torna-se mais poderosa, como que apoderada pela madeira de d’Hinoki. Ao mesmo tempo forte e delicado, ligeiramente cânfora, este cipreste japonês sagrado abre-se numa sensação inédita. A sua faceta mais ardente ecoa a profundidade do sândalo e a intensidade do patchouli. Na pele, a fragrância revela-se tão feminina com vibrante, definitivamente única.

Constance Guisset, autora do famoso candeeiro Vertigo, assina, com Ginza, o seu primeiro frasco. Talhado num bloco de vidro, esta peça revela curvas ondulantes e deixa transparecer o perfume rosa luminoso. Uma adága negra perfura a garrafa e mergulha na fragrância para exalar todo o seu poder. Referência poética à panóplia samurai, esta adága submerge no coração do perfume relembra simbolicamente a cada mulher a sua própria força.

Além da magia, a concepção do frasco representou um tal desafio técnico que o frasco foi patenteado pela Shiseido.

Um conto moderno A modelo canadiana Elizabeth Davison é o rosto de Ginza. Com um vestido negro gráfico que lembra o uniforme dos samurais, Elizabeth atravessa um Japão onírico. Numa típica rua iluminada por lanternas, a modelo encontra uma corça, símbolo de inocência e de liberdade. Num passo decidido, entra num edifício com uma vista de Ginza de cortar a respiração. Um diálogo espiritual acontece entre a modelo e as pétalas penduradas. Depois de uma saudação de respeito, ela começa a dançar em torno das flores. As pétalas abrem-se para lhe transmitir toda a sua energia, feminilidade e poder numa coreografia delicada e muito inspiradora.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes