Descapotáveis de luxo, os quatro sedutores

Os carros descapotáveis oferecem uma experiência de condução ao ar livre que dificilmente se pode replicar. Além disso, este tipo de veículos desportivos de lazer pode ser usufruído da primavera ao outono e em climas de inverno amenos, como o nosso. Por isso, se deseja ar fresco e cabelos ao vento, com vistas desafogadas da estrada e envolvente, adicione um descapotável à sua garagem o mais rapidamente possível. Nós damos uma ajuda, com os quatro cabriolés mais irresistíveis…

Continental GT Speed Convertible, Bentley
Vantage Roadster, Aston Martin
LC 500 Convertible, Lexus
F-Type R-Dynamic Black, Jaguar
previous arrow
next arrow
 

Bentley Continental GT Speed Convertible

Depois de desvendar o seu coupé, a Bentley deu conhecer a versão aberta e mais desportiva das versões Continental. O motor é o mesmo W12 6.0 litros de 659 cv e 900 Nm de binário, que aqui surge associado a uma caixa automática de oito velocidades. Este modelo mais arejado faz uso de uma capota Z-Fold, com um tejadilho em lona que permite reduzir o ruído a bordo. A mesma, proposta num total de sete cores, demora apenas 19 segundos a abrir e/ou fechar, sendo possível fazê-lo até velocidades máximas de 48 km/h. Ainda ao nível do exterior, o Continental GT Speed Convertible distingue-se por um para-choques específico, grelhas escurecidas e jantes forjadas de 22 polegadas, cuja cor pode ser selecionada de entre três tons. Com detalhes internos requintados e feitos à mão, o habitáculo permite optar entre 15 acabamentos em couro, bem como 11 opções para couro secundário. Portanto, um automóvel totalmente personalizável, onde o cliente poderá ainda escolher entre oito cores para o exterior deste descapotável mais focado no condutor.

Aston Martin Vantage Roadster

Com um motor V8 de 4.0 litros com 503 cv, o novo Vantage Roadster apresenta o mesmo motor com turboalimentação da sua versão coupé. Embora se verifique, inevitavelmente, um pequeno sacrifício no desempenho resultante do peso extra do teto dobrável e reforço estrutural, a velocidade não é tudo e é apenas um pequeno senão a pagar pela emoção pura do automobilismo ao ar livre neste belo exemplar de engenharia da Aston Martin. Para comemorar os 70 anos da placa de identificação Vantage, é visível o regresso da grade ‘vane’. A sua capota dobra-se em apenas 6,7 segundos, sendo a mais rápida do segmento até ao momento. Graças ao motor AMG, este novo Aston Martin Vantage Roadster é agradável para os ouvidos e para os olhos. De facto, esta versão com capota aberta permite sentir a brisa nos cabelos e ouvir melhor o glorioso rugido do seu V8. E a beleza vem do seu exterior, que atrai olhares de admiração por onde quer que passe.

Lexus LC 500 Convertible

Como acontece com muitos dos coupés que se tornaram descapotáveis, ao contrário da linha do tejadilho do coupé que assenta suavemente, o Convertible apresenta uma tampa na traseira não tão elegante, mas que resulta extraordinariamente bem com o tejadilho retraído. Solução? Mantenha-o sempre aberto. O LC 500 Convertible da Lexus vem com um motor V8 de 5,0 litros, que produz 471 cv. Uma força que é distribuída para as rodas traseiras por meio de uma transmissão automática de 10 velocidades. O tejadilho abre e fecha em cerca de 15 segundos e pode ser operado em velocidades até 50 km/h. Por causa da capota aberta, o carro exigia alguns componentes estruturais adicionais para rigidez, pelo que a Lexus usou magnésio e alumínio para evitar que o peso geral do carro aumentasse muito. Estacionado na garagem ou a soar o seu rugido a 7.400 rpm, o LC 500 Convertible resulta tão belo quanto poderia ser.

Jaguar F-Type R-Dynamic Black

Foi revelada a nova versão R-Dynamic Black para o desportivo F-Type, da Jaguar. O modelo britânico ganha uma nova variante ainda mais exclusiva, disponível nas carroçarias coupé e convertible. Neste caso, é esta última versão que nos interessa. O seu exterior destaca-se pela inclusão do chamado Black Pack, sinónimo de jantes de 20 polegadas com cinco raios duplos, denominadas ‘Style 5039’, apenas disponíveis neste modelo, e com acabamento Gloss Black. Já o exterior pode ser personalizado através das três opções de pintura metalizada: Santorini Black, Eiger Grey e Firenze Red. Quanto a motorização, é possível escolher entre duas soluções. Na versão base, surge o motor quatro cilindros de 2.0 litros turbo (Ingenium), que debita 300 cv e 400 Nm de binário, cuja potência chega às rodas traseiras através da transmissão “Quickshift” de oito velocidades. Há também a opção do motor V8 Supercharged de 5.0 litros, que chega aos 450 cv e 580 Nm de binário. Neste caso, pode escolher entre tração traseira ou integral, ambas igualmente associadas à caixa “Quickshift” de oito velocidades.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes