A Drop d’Issey, nova fragrância trinta anos depois de L’Eau

IMDIEDP2021-Digitalvisual31_RGBWEB_2000x2000_300dpi
IMDIEDP2021-Digitalvisual20_RGBWEB_2000x2000_300dpi
IMDIEDP2021-Digitalvisual30_RGBWEB_2000x2000_300dpi
IMDIEDP2021-Digitalvisual14_RGBWEB_2000x2000_300dpi
IMDIEDP2021-Digitalvisual_Tryptique3_RGBWEB_2000X2000_300dpi
IMDIEDP2021-Digitalvisual17_RGBWEB_2000x2000_300dpi
previous arrow
next arrow

Quase trinta anos depois de Issey Miyake Parfums ter lançado L’Eau d’Issey, a marca abre um novo capítulo na sua história com uma nova fragrância feminina: A Drop d’Issey. A personificação da liberdade numa nova grande aventura criada pela mão humana e revelada pela natureza. A fragrância transforma a perceção, rompe com a tradição e oferece uma visão virada para o futuro do mundo, enquanto tece novos laços com a natureza.

Das quedas de água aos oceanos, a água flui em tudo, sustentando a vida. O ponto de partida era a sua forma original, tanto poética como alegre: a gota. Através de uma gota, Issey Miyake Parfums reafirma a singularidade das suas fragrâncias, estendendo o caminho que a água percorre, até ao infinito. Pensada em estreita sintonia com o ambiente, A Drop d’Issey examina a beleza das flores silenciosas num equilíbrio subtil entre ingredientes naturais e sintéticos. Convida a descobrir a magia da natureza e a beleza do nosso planeta.

(Re)criação: o aroma de uma flor lilás criada pela mão humana

Como pode a natureza ser transposta? Como pode o cheiro de A Drop d’Issey ser sonhado? Reinventando a simplicidade de uma gota de água, imprimindo-lhe cores virtuais. A complexidade da natureza floresce numa multiplicidade de facetas que nem sempre podem ser captadas na perfumaria. Algumas flores permanecem “silenciosas”, recusando-se a produzir o seu odor através de métodos tradicionais de extração, como a destilação e a enfleurage.

Desde o final do século XIX, os ingredientes sintéticos expandiram a paleta do perfumista, alargando o horizonte criativo e permitindo-nos proteger a natureza imitando-a e reproduzindo-a, em vez de a destruir. Os naturais e os sintéticos complementam-se, servindo os sintéticos para recriar os aromas que ocorrem na natureza.

A perfumista Ane Ayo dominou esta arte, tendo aprendido o seu ofício nos círculos exclusivos de Grasse. Ávida viajante e estudiosa das maravilhas do mundo, inspira-se numa miríade de culturas. Ayo escolheu o lilás e recompô-lo como se tivesse sido colhido à parte, e captou uma beleza escondida, revelando-a. A natureza, recriada pela mão humana.

No coração de uma composição selvagem feminina, este lilás está em boa companhia. O leite de amêndoa nas notas de topo dá um tom suave enquanto um acorde botânico reforça o toque natural. Para ampliar o lilás recomposto e ensolarado, Ayo combinou a delicada flor de laranjeira com a rosa para criar um bouquet radiante com um coração floral edificante. Um toque de anis estrelado faz ecoar a faceta parecida com o anis de lilás. As lactonas de jasmim realçam a faceta solar e envolvente do lilás. O bouquet repousa sobre uma base de almíscar cremoso, com biovanilina e Ambrox ampliando a sensação de suavidade. A fragrância é almiscarada, acolhedora e reconfortante, como um casulo de conforto.

A Drop d’Issey brinca com o paradoxo dos aromas naturais identificáveis e até onde um perfumista deve ir para reproduzir uma ilusão sintética, protegendo a natureza no processo através da sua recriação. Os ingredientes naturais que foram escolhidos para a fragrância não põem em causa a ética nos métodos de produção.  

O frasco de A Drop d’Issey é uma criação do designer americano Todd Bracher, que o desenhou em forma de gota combinando a simplicidade de uma forma perfeita e poética com a faceta, deliberadamente, táctil do frasco. A sua visão era criar uma gota de água numa única peça. O frasco é feito apenas com o vidro necessário para o efeito (nada é desperdiçado), incluindo 5% de vidro reciclado pós-consumo. A tampa liberta o perfume com um simples toque, fazendo com que no frasco tudo tenha um propósito. A cartonagem de cartão FSC é feita de materiais florestais geridos de forma sustentável. 

Sustentabilidade

Para este novo projeto, Issey Miyake Parfums comprometeu-se em estar o mais envolvido possível na escolha do caminho para a sustentabilidade. Isto é verdade tanto para o desenho do frasco, da cartonagem, como para a seleção dos ingredientes. A natureza e a tecnologia juntam-se para reinterpretar e proteger a natureza. Para A Drop d’Issey, os materiais e ingredientes escolhidos estão em perfeita harmonia com os preceitos do Manifesto, seguindo o caminho da ecologia até ao mais ínfimo detalhe. Com isto em mente, Ane Ayo selecionou ingredientes, tanto naturais como sintéticos, susceptíveis de reduzir o impacto da fragrância no ambiente.

Os naturais:

– O absoluto de flor de laranjeira e a rosa damascena são ambas provenientes de um programa de desenvolvimento de uma parceria comercial entre a Firmenich e produtores, com o objetivo de melhorar as condições de trabalho durante as colheitas.

– O cedro é recuperado da polpa da madeira norte-americana, através de uma das cadeias de abastecimento mais sustentáveis para madeiras aromáticas.

Os sintéticos:

– O Lilás Firbest contribui para a reconstituição do aroma do lilás, que é impossível obter naturalmente utilizando métodos tradicionais.

– A vanillina RC, mais rica e mais complexa do que a vanillina normal, obtém-se utilizando métodos de carbono 100% renováveis (a reciclagem de plásticos é uma das três fontes de carbono renovável).

– O Ambrox®Super é uma nota próxima ao Âmbar Cinzento, obtida através da biotecnologia.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes