5 destinos de luxo a conhecer este ano

Distribuídos por vários continentes, e alojados nos mais belos cenários naturais, os cinco eleitos para férias de luxo descontraído, de braço dado com a história, a arte, o mundo selvagem e a terra intocada.

andBeyond, Kirkman's Kamp, África do Sul
andBeyond, Kirkman's Kamp, África do Sul
andBeyond, Kirkman's Kamp, África do Sul
Casa di Langa, Piemonte
Casa di Langa, Piemonte
Villa Igiea, Palermo
Villa Igiea, Palermo
Villa Igiea, Palermo
Villa Igiea, Palermo
Kalesma, Grécia
Kalesma, Grécia
Kalesma, Grécia
Paradero Todos Santos, México
Paradero Todos Santos, México
Paradero Todos Santos, México
Paradero Todos Santos, México
previous arrow
next arrow
 

ÁFRICA MINHA

andBeyond Kirkman’s Kamp, África do Sul

Em atividade desde fevereiro de 2021, faz parte da coleção de 29 chalés do exclusivo andBeyond, grupo que há 30 anos se dedica a realizar operações sustentáveis em locais naturais a preservar, e sempre em estreita colaboração com os seus hóspedes. Distribuídos por três continentes, dão a conhecer culturas únicas, a vida selvagem e paisagens extraordinárias em viagens que vão muito além do esperado. O Kirkman’s Kamp foi recentemente relançado após a reformulação das suas casas, espaços públicos e áreas de refeições e bar. Com uma atmosfera nostálgica e histórica, a pousada mantém o caráter do velho mundo com um toque moderno. O coletivo Fox Browne Creative, sediado na África do Sul, parceiro de design de longa data da andBeyond, aprimorou o ambiente dos anos 1920 da pousada, parcialmente alojada numa propriedade dos anos 20, que remonta a uma época em que a reserva de caça Big Five não era mais do que um fazenda de gado. Mantendo a rica história da pousada, a renovação adicionou um toque de glamour sem alterar o bem-amado estilo.

Os 12 chalés do acampamento foram redesenhados e exibem hoje bares privados, áreas de estar ao ar livre e murais de papel de parede com paisagens de floresta. As casas de banho foram totalmente reformadas, agora com duches extra-large e todos os acabamentos seguem o estilo daquela década – vistos nos azulejos em relevo, vidro com nervuras e mármore.

BELA ITÁLIA

Casa di Langa, Piemonte

O mais recente hotel sustentável de luxo em Itália, no coração da região de Piemonte, abriu as suas portas esta primavera, elevando o padrão do design contemporâneo naquela região vinícola. As empresas de design de Milão GaS Studio e Parisotto + Formenton Architetti (P ​​+ F) assinam a arquitetura e design de interiores. Com vista para mais de 40 hectares de vinhedos e colinas de suave perfil, o hotel boutique de 39 quartos combina o design tradicional da região com práticas sustentáveis ​​cuidadosamente inseridas em toda a experiência do hóspede. Este compromisso pode ser observado em todos os aspetos da concepção, construção e operação do resort. Toda a propriedade assenta na simplicidade do requinte italiano, visível nas cores suaves do ambiente natural da Casa di Langa, refletidas nos ricos têxteis e materiais de origem local.  

Inspirados no pomar de avelãs, na horta e nas vistas das vinhas, os dois ateliês escolheram a pedra local Pietra di Luserna, a terracota 100% reciclável e o gesso bruto à base de terra de Matteo Brioni, da Lombardia. Os móveis foram cuidadosamente selecionados de marcas Made in Italy, caso da B&B Italia, Cassina, DePadova e Meridiani, as camas têm colchões da Midsummer, feitos à mão em Itália e com o recurso a materiais naturais e sustentáveis, incluindo algodão, lã e seda. Cada quarto dispõe de um terraço privado, área de relaxamento e casa de banho em jeito de spa, com amenities da Le Labo. Além disso, e um pouco por toda a casa, e até nos espaços envolventes, exibem-se obras de classe mundial, de ​​artistas italianos e americanos, em harmonia com o requinte da italiana Emu, escolhida para a decoração exterior.

O profundo respeito pelo mundo natural e o seu futuro, que se deseja sustentável, está ainda patente no bom uso dos recursos naturais – água 100% reciclada para irrigação, aquecimento geotérmico, plástico reciclado, painéis fotovoltaicos e solares, madeira certificada FSC e janelas de alto desempenho. Casa di Langa é membro do Preferred Hotels & Resorts e L.V.X Collection.

 Villa Igiea, Palermo  

Entre a cidade e o mar, um palácio do final do século passado, a histórica Villa Igiea, obra do arquiteto Ernesto Basile, aloja hoje um alojamento de luxo. O Villa Igiea, em Palermo, faz parte da cadeia Rocco Forte Hotels, conhecida pelos espaços requintados em localizações de exceção, cada um imerso no espírito do seu ambiente, unido pelo estilo anglo-italiano, sofisticação e cordialidade da família Forte. O Villa Igiea não é exceção, abre portas em junho deste ano, e afigura-se já um santuário para todos os que visitam a Sicilia, e a sua capital, Palermo, aos pés do Mar Tirreno.

Convertida em hotel de luxo em 1900, a villa conheceu um passado histórico e romântico, atraindo a realeza internacional, estrelas de cinema, artistas e escritores ao longo de mais de um século, cativados pelo cenário sublime e o clima ameno constante todo o ano.

Após a aquisição da propriedade pelo grupo Rocco Forte Hotels em 2019, Philip Vergeylen, Paolo Moschino e o Nicholas Haslam Design Studio ocuparam-se da sua restauração meticulosa, preparando o palácio histórico para uma nova era de glamour. Este trabalho incluiu o restauro dos detalhes arquitetónicos dos seus quartos e suítes, bem como a sua decoração, com uma mistura elegante de peças clássicas e contemporâneas, atribuindo-lhe uma estética leve e deliciosamente siciliana, com elementos artesanais locais, caso dos elegantes pisos em parquet, azulejos coloridos feitos à mão e superfícies requintadas em mármore de Carrara, ajudando a manter a atmosfera fresca mesmo no verão mais quente.

Com 72 quartos e 28 suítes, restaurante e bar com terraço, piscina e um spa com diversas salas de tratamento, ginásio e cabeleireiro, o Villa Igiea é hoje o destino dos que procuram o reencontro com o passado e a arte, sem abdicar do conforto. A partir daqui, é possível explorar os belos jardins que o rodeiam e partir à descoberta dos mercados da cidade, dos palácios barrocos e demais marcos históricos, deambular pelas ruas de Palermo e jantar nos seus restaurantes típicos, banhar-se nas águas cristalinas ou fazer passeios de iate.

SEMPRE A GRÉCIA

Kalesma, Mykonos

Esta propriedade exclusiva de suítes e villas abriu portas no final do mês de abril de 2021 em Mykonos, outrora lar de deuses gregos e o destino favorito de Jackie Kennedy, bem como de artistas, poetas, designers e atores. Com 25 suítes e duas villas, o hotel propõe uma experiência de luxo que equilibra diversão e privacidade com a descoberta de lugares desconhecidos.
O experiente trio por trás do projeto é natural da ilha e pretende partilhar a expressão moderna das tradições de Mykonos – Kalesma é a palavra para “convidar” ou “ligar” –, num convite expresso aos hóspedes para fazerem parte da comunidade do lugar.

Jantares partilhados apenas para clientes, celebrações do pôr do sol no restaurante, com vista de 360 ​​graus, um concierge que pode indicar as melhores praias, dependendo dos ventos do dia, a possibilidade de alugar um iate, um personal shopper para ajudar a descobrir as lojas locais, acordar com o cheiro de pão horiatiko recém-cozido, feito à mão a cada hora por um padeiro local no forno de tijolos do restaurante… são, aqui, algumas das experiências possíveis.

Empoleirados no topo de uma colina, sobranceira à Baía de Ornos e a pouco menos de três quilómetros da cidade de Mykonos, os quartos do Kalesma distribuem-se por vários hectares de terreno ao longo da encosta exuberante, ornamentada com 20.000 plantas. Todas as suítes oferecem vistas desobstruídas a partir do pátio privado, bem como uma piscina aquecida de tamanho normal. Contam-se ainda um ginásio e serviço de mordomo 24 horas por dia, sete dias por semana, a possibilidade de reservar tratamentos de beleza e bem-estar, no quarto e um spa completo que será aberto no final do ano. Pere Ubu é o restaurante no topo da propriedade, com especialidades das Cíclades, a poucos passos da piscina infinita.  

O projeto de arquitetura do Kalesma é assinado por um dos coletivos gregos de maior sucesso internacional, o K-Studio, autor do novo Aeroporto de Mykonos. Os interiores são do designer grego Vangelis Bonios, do Studio Bonarchi. Os quartos têm obras de arte originais do artista sérvio Aleksandar Vac e o lobby exibe um visual descontraído com móveis de Rick Owens, o que faz deste o único hotel no mundo a ter peças do famoso designer. Todos os materiais e artesãos envolvidos no projeto são locais e desempenharam um papel essencial na identidade do hotel, com madeira, mármore, pedra e vime, para um visual contemporâneo, ao estilo tradicional das Cíclades. Os tons de terra frios como cinza, castanho escuro e carvão misturam-se com superfícies caiadas de branco e arcos decorados com buganvílias, em harmonia com o azul brilhante do Mar Egeu.

VIVA MÉXICO

Paradero Todos Santos, Baja California Sur

Faz parte da Paradero Hotels, a primeira marca inclusiva de luxo do México, e inaugurou em fevereiro de 2021. Assente numa visão focada em experiências de viagem que elevem as comunidades, promovam encontros autênticos e minimizem o impacto ambiental, com projetos de paisagismo selecionados, suítes e amenities, a Paradero Hotels esteia-se com o lindíssimo Paradero Todos Santos, uma propriedade de 35 suítes. A estreia do Todos Santos marca o início do plano de longo prazo do grupo de expandir a sua marca de experiência inclusiva noutros destinos intocados no México. Os 355 dias de sol e os atrativos para os amantes do surf e os entusiastas do ar livre fazem do Paradero um paraíso, distribuído por vários hectares de terras virgens, alojadas dentro da última comunidade agrícola intocada de Mesa – uma zona agrícola que compreende várias herdades familiares. A paisagem oferece cinco ecossistemas distintos: o deserto, a cordilheira Sierra La Laguna, quilómetros de praias virgens, um oásis com 5.000 palmeiras e campos agrícolas. Graças a esta diversidade, a UNESCO designou Todos Santos como Reserva da Biosfera – um dos dois únicos locais em Baja.

Ao imergir os hóspedes na natureza, o Paradero inspira reverência para com a terra. Empregando mão de obra local, transmitem-se conhecimento e narrativa valiosos, de várias gerações. O Paradero é ainda um projeto paisagístico, exibindo um jardim botânico no coração da propriedade, assinado pela Polen, empresa de arquitetura paisagística com sede na Cidade do México.  

O coletivo mexicano Yektajo Valdez Architects assina o projeto do hotel, cujos interiores se assemelham a um santuário onde fluem várias áreas de estar ao ar livre. A propriedade foi projetada em forma de trapézio e cada suíte permite vistas para a paisagem selvagem. O cimento bege é salpicado com detalhes de madeira e metal feitos sob medida. Padrões de triângulos, um símbolo sagrado da cultura maia, estão incorporados por toda parte.

Os espaços públicos incluem a ‘Sala de Estar’, um centro multifuncional para reunião e planeamento de atividades, com um deque para a prática de ioga. Ao longo do perímetro da propriedade exibe-se uma piscina infinita de 40 metros, banheira de hidromassagem e deck lounge em meia-lua com vista para o horizonte de cactos.  

Por seu turno, a B Huber, empresa de design de interiores, apostou num esquema de cores que assenta em tons monocromáticos e inclui uma paleta predominantemente areia e natural. Todos os móveis foram feitos sob medida e produzidos localmente em cidades como Guadalajara e Oaxaca.

As 35 generosas suítes têm janelas estrategicamente posicionadas para permitir a ventilação cruzada, minimizando a necessidade de ar condicionado. As 16 suítes Garden têm áreas de estar ao ar livre, rede de descanso e algumas incluem uma banheira circular ao ar livre. As 18 Rooftop Suites distinguem-se com os seus telhados panorâmicos. A Casita Master espraia-se por três andares e foi projetada como residência de luxo, com cozinha compacta, área para refeições e piscina. Todas as suítes têm duches com efeito chuva e amenities orgânicas fabricadas no México.

O restaurante, aberto ao público, é toda uma experiência teatral, com uma cozinha elevada em plano aberto, um forno a lenha Josper e um outro, tradicional, para a tortilha de Oaxaca.

Por Isabel Figueiredo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes