As 10 cidades mais verdes de Portugal – Lisboa ocupa a sétima posição

Com a pandemia, tornou-se difícil encontrar um local onde fosse possível descontrair e ficar à vontade. Agora, com a terceira fase do desconfinamento em curso, e com o intuito de motivar a sair de casa e viver o prazer da Primavera, apresentamos um estudo das cidades com a maior área de parques verdes e jardins por pessoa. Porto, a cidade invicta, ocupa um honroso primeiro lugar, com 0.57m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Maia e Vila do Conde, também a Norte, fecham o pódio em segundo e terceiro lugar, respetivamente. A capital, Lisboa, ocupa um “tímido” sétimo lugar na classificação.

01 - Parque da Cidade do Porto
02 - Parque de Avioso, Maia
03 - Parque Urbano, Vila do Conde
04 - Jardins do Santuário do Bom Jesus, Braga
05 - Parque da Juventude, Portimão
06 - Parque dos Poetas, Oeiras
07 - Parque Eduardo VII, Lisboa
08 - Parque do Fontelo, Viseu
09 - Fonte de Benémola, Loulé
10 - Parque da Paz, Almada
previous arrow
next arrow
 

Para apurar o Top 10 das cidades mais verdes de Portugal, a Holidu, motor de busca para alojamentos de férias, realizou um estudo das cidades portuguesas com a maior área de parques e jardins por pessoa. Para o efeito, utilizaram a base de dados Open Street Maps para obter a superfície de cada parque nas 50 principais cidades. Foram calculados os totais de metros quadrados de cada parque e jardim rotulados como tal (“leisure=park” e “leisure=garden”) e no interior de cada cidade, uma vez que são desenhados na plataforma. Todos os resultados por cidade foram somados e a relação de metros quadrados por habitante foi calculada, com base na qual as cidades foram ordenadas.

Eis a lista das 10 cidades portuguesas com a maior superfície de parques e jardins por habitante:

1. Porto (Parques e jardins)

A cidade invicta, com 0.57m2 de parques e jardins por 1000 habitantes, é oficialmente coroada como a mais verde de Portugal. O Parque da Cidade do Porto, o maior e mais popular parque da cidade, com mais de 80 hectares de terreno, é perfeito para piqueniques com a família, socializar com os amigos e praticar atividade física ao longo dos seus 10km de caminhos existentes.

2. Maia (Parques e jardins)

Esta cidade ocupa o segundo lugar no pódio, com 0.40m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Uma vez aqui, pode visitar, entre outros, o Parque de Avioso, onde somos convidados a imaginar e sentir a harmonia que povoa o parque, quer pelos arvoredos, típicos de uma floresta espontânea, quer pela paisagem magnífica que o o mesmo proporciona.

3. Vila do Conde (Parques e jardins)

Vila do Conde completa o pódio, apresentando 0.38m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Entre o Cais das Lavandeiras e a ponte que atravessa o Rio Ave situa-se a Praça da República, onde se insere um bonito jardim ladeado pelo rio e por ilustres casas dos séculos XVIII e XIX. Para quem pretender praticar exercício físico, o Parque de Jogos Municipal dispõe de campo de voleibol de praia, campo de ténis e campo de basquetebol.

4. Braga (Parques e jardins)

Ainda a Norte, Braga surge na quarta posição, com 0.35m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Não se pode falar de jardins em Braga sem falar dos Jardins do Santuário do Bom Jesus. Com estátuas e fontes barrocas, rodeadas por um manto de vegetação, e a magnífica vista que se pode assistir a partir do Miradouro, este espaço verde impressiona sempre.

5. Portimão (Parques e jardins)

Mais a sul, encontramos Portimão a ocupar o quinto lugar na tabela, com 0.35m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. O Parque da Juventude é o principal centro para passear, divertir ou praticar desporto. Composto por um magnífico passadiço junto às árvores, uma pista para carros telecomandados, uma pista de BMX e diversos quiosques, onde é possível descansar, este espaço verde é garantia de uma grande aventura.

6. Oeiras (Parques e jardins)

Em sexto lugar temos Oeiras, com 0.30m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Não é difícil perceber porque entra na classificação, pois um dos espaços verdes mais conhecidos é o Parque dos Poetas. Também conhecido como “museu ao ar livre”, é único em Portugal porque associa a poesia, a arte escultórica e a natureza num verdadeiro tributo à cultura portuguesa. Estendendo-se entre Paço de Arcos e Oeiras, representa 60 poetas de diferentes épocas literárias.

7. Lisboa (Parques e jardins)

A capital portuguesa ocupa um sétimo posto, com 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Aqui, encontramos o belíssimo Parque Eduardo VII, o maior espaço verde no centro da cidade, que ocupa cerca de 25 hectares, a grande maioria com grandes zonas verdes e arborizadas. Contudo, este parque é uma verdadeira caixa cheia de surpresas, pois aqui, entre outros, é possível encontrar a Estufa Fria, repleta de pequenos lagos, plantas e cascatas, encimado pelo jardim Amália Rodrigues, em homenagem à famosa fadista portuguesa, e o Miradouro do Parque Eduardo VII, que oferece uma magnifica vista sobre a cidade.

8. Viseu (Parques e jardins)

Voltando a subir, Viseu ocupa a oitava posição, apresentando 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Nesta região, encontra-se o Parque do Fontelo que para além de uma grande zona verde enriquecida por muitas espécies de árvores seculares, perfeita para caminhadas, encontra-se também piscinas, campos de ténis e de futebol, onde o especial cuidado com a preservação do ambiente mereceu o “Prémio Quercus 1993 – Iniciativa Autárquica”.

9. Loulé (Parques e jardins)

De regresso ao Algarve, surge Loulé, com 0.29m2 de parques e jardins por 1000 habitantes, e todas as suas zonas verdes. Apesar de ocupar o nono lugar, é uma zona privilegiada e muito bela. A Fonte de Benémola, por exemplo, é um local de rara beleza, com mais de 300 espécies de plantas que se pode observar em família. Num circuito pedestre de 4,5 km e ao longo da ribeira, também é possível pode observar peixes, salamandras e sapos, nunca deixando indiferentes as crianças mais curiosas.

10. Almada (Parques e jardins)

Esta cidade da margem sul do rio Tejo ocupa o último lugar da lista, com 0.27m2 de parques e jardins por 1000 habitantes. Aqui, existe um magnífico parque no centro, envolto pela cidade de Almada, o Parque da Paz, que representa um espaço de lazer que apela a todos os sentidos. Abetos, pinheiros e oliveiras são alguns dos elementos que compõem as 114 espécies de árvores, arbustos e herbáceas da sua flora. Seja para obter um pouco de paz longe do bulício urbano, praticar desporto num espaço de singular amplitude, ou fazer piqueniques, este parque é o expoente máximo no concelho.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes

Joias de cabelo

Incontornáveis na passarela das últimas semanas de moda de Paris e Nova Iorque, os adornos