CR&F assinala 125º aniversário em tertúlia com lançamento de edição comemorativa

previous arrow
next arrow
Slider

A Carvalho, Ribeiro & Ferreira (CR&F), marca portuguesa de aguardentes de referência, celebrou no passado dia 9 de dezembro a data histórica do seu 125º aniversário com uma tertúlia aberta à Imprensa. Ali se juntaram João Portugal Ramos, produtor e enólogo do grupo João Portugal Ramos Vinhos, e Mário Louro, enólogo e histórico ex-colaborador da CR&F, que em conversa, e ao longo de uma hora, aprofundaram o percurso da marca em Portugal e no mundo, tendo efetuado a prova online da edição comemorativa dos 125 anos da empresa que chega agora ao mercado.

Abrindo a tertúlia, João Portugal Ramos começou por sublinhar: “Resolvi voltar a desafiar o Mário para fazer parte desta nossa equipa CR&F. E por que é que resolvi? Porque o Mário está ligado a esta marca há muito tempo (…) e também porque entendi que gostaria de ter alguém connosco, na nossa equipa técnica, que conhecesse tão bem o setor, que conhecesse tão bem a marca e a história de uma marca que é tão importante para nós hoje em dia”.

Mário Louro, por seu turno, destacou que “esta empresa [CR&F] tem uma história longa, que começa no Ginjal, acaba no Carregado e passa para o Porto. Faz, por isso, sentido que voltemos ao Ginjal [na produção da edição comemorativa dos seus 125 anos], que foi a primeira sede da Carvalho, Ribeiro e Ferreira em 1895, e nos anos 1945 passou para o Carregado. Foi aí que esteve durante 50 anos e só depois disso passou para o Porto”.

Aprofundando o contacto que teve com a marca CR&F, João Portugal Ramos acrescentou que “nunca me passou pela cabeça, nem nos sonhos mais longínquos, ficar à frente dos destinos de uma marca tão importante. Eu diria importante para nós, com certeza, e para todos os portugueses. Uma marca, de facto, icónica, que diz muito às pessoas e famílias. É uma marca que está”, rematou, “na cabeça do consumidor, digamos, menos avisado, até às pessoas que conhecem melhor a história”.

Referindo-se ainda à importância que é dada à CR&F pelo grupo João Portugal Ramos Vinhos, João Portugal Ramos observou ter a noção do quão importante é incluir a marca no portfólio da empresa. E sustentou: “A surpresa é o que aconteceu nos mercados de exportação. (…) Começámos a ter a marca mais disponível nos mercados de exportação, nomeadamente através dos nossos agentes dos vinhos, e acho que as dinâmicas em conjunto têm resultado. Portanto, prevejo que a marca vá crescer bastante”.

No momento da prova da edição comemorativa dos 125 anos da CR&F, Mário Louro salientou ser “muito importante perceber que esta aguardente tem uma cor diferente da generalidade das aguardentes velhas portuguesas. Tem estas tonalidades verdes acinzentadas. E, por outro lado, tem um índice de glicerol brutal. Se agitarem o copo, vão ver que ela fica presa – o segredo desta aguardente”.

Aludindo ao ano de nascimento da marca centenária, a edição comemorativa dos 125 anos da CR&F tem uma produção limitada de 1895 garrafas, sendo distribuída no El Corte Inglés e em garrafeiras da especialidade.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes