Cidades com cheiro a Natal

previous arrow
next arrow
Slider

As iluminações típicas da quadra, os famosos mercados de Natal, os doces tradicionais de cada região ou as paisagens cobertas de neve conjugam-se para nos transportar para um cenário idílico que transcende o nosso imaginário infantil. De Portugal à Finlândia, da Bélgica à Áustria, renda-se ao espírito natalício em lugares que prometem uma experiência inesquecível e que merecem ser explorados durante os meses mais frios do ano.

Guimarães

Onde: Portugal

Considerada a «cidade berço de Portugal» – ali nasceu o primeiro Rei de Portugal, Afonso Henriques -,Guimarães merece sempre uma visita, em qualquer época do ano, para conhecer o seu centro histórico, classificado Património Cultural da Humanidade. Mas é durante a época natalícia que esta cidade do distrito de Braga ganha um encanto ainda mais especial. A árvore de Natal, que se exibe, majestosa, no Largo Toural, é a maior atração da cidade durante o mês de dezembro, a que se juntam outros atrativos, caso das ruas estreitas do seu centro histórico que se iluminam para festejar a época e convidam a explorar toda a riqueza histórica e cultural numa atmosfera única. Durante um passeio por estas ruas, vielas e praças, admiramos os monumentos desta cidade vimarense e respiramos a história do nosso País, rendidos aos encantos da beleza desta cidade.

Funchal

Onde: Ilha da Madeira, Portugal

A ilha da Madeira é rica em tradições e, nesta altura do ano, estas são ainda mais evidentes. A começar pela cidade do Funchal onde decorrem  vários eventos culturais alusivos à época durante todo o mês de dezembro – o mais icónico é a Festa da Noite do Mercado, no Mercado dos Lavradores, a 23 de dezembro, onde se pode apreciar a gastronomia da região ao som de cânticos de Natal. Mas o espírito natalício respira-se em toda a ilha! Desde o início de dezembro até meados de janeiro, estarão espalhadas por várias localidades as típicas iluminações de Natal. As paisagens montanhosas enchem-se de luzes e formam autênticas imagens de cartão-postal. No dia 31 de dezembro, acontece o emblemático espetáculo de fogo-de-artifício na baía do Funchal, que ainda hoje atrai viajantes de todo o mundo nesta época do ano.

Estrasburgo

Onde: França

Situada na região da Alsácia, esta charmosa cidade do sudeste de França alberga o mais antigo mercado de Natal daquele país, que soma quase 450 anos. Com a impressionante Catedral de Estrasburgo como pano de fundo, este que é também um dos mercados mais antigos da Europa, oferece um enquadramento arquitetónico único num ambiente que promete ficar na memória de quem passa por aqui. Afinal, estamos perante a estrutura mais alta construída inteiramente na Idade Média que persiste até aos dias de hoje. Nos arredores são mais de 10 mercados de Natal que se enchem de deliciosas guloseimas regionais. Não deixe de provar o foie gras, «o rei» das iguarias desta região e uma das tradições natalícias francesas. A poucos quilómetros de distância, está Colmar, considerada uma das cidades mais românticas para passear em família, de acordo com a revista Forbes. O seu mercado de Natal já existe desde o século XVI e para quem o visita pode parecer que pouco mudou desde então. As ruas estreitas e as praças com casas medievais são o cenário perfeito para as tendas do mercado que vendem artesanato e especialidades locais.

Bruges

Onde: Bélgica

É a cidade medieval mais bem preservada da Europa e emana um encanto especial durante todo o ano, mas é durante esta época que se torna especialmente encantadora. Quem percorre as ruas de Bruges, dificilmente se poderá imaginar num lugar mais mágico. O espírito natalício está por toda a parte, em grande parte graças às luzes cintilantes espalhadas pela cidade. Aqui, cada árvore e cada montra ganham uma nova vida entre dezembro e janeiro com as iluminações de Natal. É um «refúgio» perfeito para os dias de inverno, onde grande parte dos hotéis da cidade oferece quartos acolhedores com lareira. Nesta pequena cidade da Bélgica, também pode aventurar-se na pista de gelo localizada perto do mercado de Natal, que decorre no centro da cidade, provar o chocolate quente belga, uma referência única desta região ou  fazer uma visita ao Craenenburg Café, um dos poucos cafés turísticos da praça Markt, que continua a atrair habitantes belgas pela sua antiguidade e atmosfera única.

Salzburg

Onde: Áustria

A cidade natal do compositor austríaco Mozartganha um encanto especial nesta época. Às luzes de Natal juntam-se as paisagens cobertas de neve que tornam esta cidade o destino perfeito para uma escapadela de inverno. Dos mercados de Natal aos cânticos regionais, são vários os motivos para visitar Salzburg durante a quadra natalícia. Destaque para o famoso Christkindlmarkt, que decorre no centro da «Cidade Velha», considerada Património Mundial da UNESCO, o típico vinho quente, uma tradição natalícia muito comum na Áustria, e as tendas do mercado recheadas de iguarias da época, como os deliciosos bauernkrapfen (pastéis fritos). Mas estas não são as únicas razões para percorrer este que é um dos mercados mais emblemáticos do País. A atmosfera natalícia da cidade ganha aqui outra dimensão com os concertos de música tradicional que decorrem várias vezes ao longo da semana durante todo o mês de dezembro. Não deixe, por isso, de assistir a uma apresentação dos maiores sucessos de Mozart, na Fortaleza de Hohensalzburg.

Inari

Onde: Finlândia

Esta pequena vila, que mais parece saída de um conto de fadas, localiza-se no coração da região altamente cénica de Ivalo, a cerca de uma hora e meia de voo de Helsínquia. Inari é um verdadeiro paraíso de inverno, rico em hotéis e restaurantes que prometem um ambiente aconchegante mesmo com o oceano ártico ali perto. Embora a maioria dos turistas tenha por hábito, durante o Natal, viajar até Rovaniemi, na região da Lapónia, a nossa sugestão é ir ainda mais para norte. A região é mundialmente conhecida por ser um dos únicos pontos do globo a partir dos quais é possível observar a aurora boreal – considerado um dos fenómenos mais bonitos da natureza e que só ocorre no polo norte – e por abrigar a casa oficial do Pai Natal. É também a terra das renas e dos huskies. Aliás, em Inari, podemos passear em trenós puxados por cães e alimentar as renas que habitam as florestas cobertas de neve. Este é realmente um cantinho muito especial do planeta. Para que a experiência se torne verdadeiramente completa, só falta mesmo dormir num iglu de vidro. Na Lapónia finlandesa, a maioria dos hotéis estão localizados em iglus (habitações em forma de cúpula, que os esquimós constroem com blocos de neve, também conhecidas como «casas de neve»).

Por Sofia Santos Cardoso

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes