Para lá das margens do Douro

previous arrow
next arrow
Slider

O encanto da região não se restringe à beleza das suas paisagens. Para além das vinhas a perder de vista, o Douro reúne miradouros com vistas de cortar a respiração, um dos melhores “néctares” do mundo e aldeias ricas em história para descobrir. Para lá do rio, há um património cultural e histórico que merece ser explorado, enquanto desfruta de uma hospitalidade ímpar, onde o luxo se alia às tradições num encontro perfeito entre o passado e o presente.

Da cidade do Porto, onde as águas do rio Douro desaguam, até Miranda do Douro, onde o rio entra em Portugal, há dezenas de quiló‐ metros para percorrer, sem pressa… Classificado como património mundial pela UNESCO, o Douro é uma das regiões mais ricas, em património histórico e cultural, de Portugal. Entre pequenas aldeias, casas brasonadas, vinhas em socalcos e paisagens que nos tiram o fôlego, há tradições e costumes que dão origem aos vinhos mundialmente apreciados, e que agora somos convidados a conhecer, em acomodações que combinam conforto e luxo, num abraço perfeito com a natureza envolvente. Hoje, para além das tradições vinícolas, o Douro é também uma referência no enoturismo – a CNN já o elegeu como a região de vinhos mais bonita do mundo e nós concordamos.

Six Senses Douro Valley

Onde: Samodães, Lamego

Eleita o melhor hotel resort da Europa pelo Gallivanter’s Guide, o prestigiado guia mensal britânico para aficionados da hotelaria de luxo, esta unidade de cinco estrelas está localizada numa colina do Douro, em Samodães, e promete fazer da sua estadia um momento inesquecível – enquanto saboreia os melhores vinhos da região. O Six Senses Douro Valley ergue‐se numa mansão do século XIX e oferece 57 alojamentos de várias tipologias, um spa, degustações de vinho e uma piscina infinita no exterior com vistas deslumbrantes para o rio Douro. A Wine Library, localizada no centro do resort, dispõe de uma carta de vinhos, onde os vinhos de Portugal e do Douro, em particular, assumem um papel de destaque. O espaço dispõe de ecrãs táteis ligados ao Museu do Douro e à vasta informação sobre quintas e castas que o museu disponibiliza, uma generosa coleção de livros sobre temas do Douro e do vinho. É também aqui que os enólogos convidados e especialistas em vinhos partilham conhecimentos e detalhes sobre a arte de fazer e de degustar vinhos.

Quinta do Vallado

Onde: Peso da Régua

Em2005, a Quinta do Vallado deu as boas‐vindas ao enoturismo com o seu confortável Wine Hotel, que abriu na Casa Tradicional, uma casa secular que remonta ao século XVIII, pertencente à família de D. Antónia Adelaide Ferreira. A sua cor ocre e o extenso jardim lateral saltam de imediato à vista na paisagem vinhateira que se estende ao longo do rio Douro, numa harmonia perfeita entre arquitetura e natureza. Sete anos depois, face ao sucesso do projeto, a Quinta do Vallado construiu um novo edifício, praticamente todo feito em xisto, o material dominante no solo da região. Assim, a Quinta do Vallado passou a dispor de mais oito generosos quartos, para além das cinco suites situadas na casa principal. Enquanto que os quartos da Casa Tradicional aliam o conforto à decoração histórica e tradicional do Douro, o Edifício Moderno, desenhado pelo arquiteto Francisco Vieira de Campos, prima pela decoração contemporânea e pelas linhas sóbrias e modernas.

Douro Royal Valley

Onde: Baião

Rodeado pelas ancestrais vinhas da região, o Douro Royal Valley Hotel & Spa convida os hóspedes a desfrutarem de uma estadia inesquecível, num lugar especial, onde podem usufruir de vistas panorâmicas sobre as águas serenas do Douro. Aqui, todos os quartos oferecem vistas únicas para o rio, com ambiente moderno e acolhedor. Longe dos grandes centros urbanos, o Douro Royal Valley alia a tranquilidade da paisagem que nos rodeia aos quatro elementos naturais – ar, água, fogo e terra. Estes elementos inspiraram o hotel e estão muito bem representados pelo spa do estabelecimento, o The Royal Spa, através do extenso leque de tratamentos de beleza e de bem‐estar disponíveis, num convite irrecusável a cuidar do corpo e da mente. Nos dias soalheiros de verão poderá, ainda, desfrutar de mergulhos revigorantes na piscina infinita localizada no exterior, também esta com vistas panorâmicas únicas para os socalcos do Douro.

Douro41 Hotel & Spa

Onde: Castelo de Paiva

Inspirado no Douro Vinhateiro, o Douro41 Hotel & Spa recria os socalcos que caracterizam e moldam as encostas desta região, usando o xisto tradicional e as transparências em vidro que permitem vistas únicas para a paisagem circundante. Todos os quartos e suites gozam de uma generosa luz natural e de magníficas vistas numa linha minimalista que combina elegância e requinte. A piscina exterior panorâmica que, numa ilusão de ótica, parece estar suspensa sobre o Douro, não se percebendo onde este acaba e começa a piscina, merece um registo fotográfico para a eternidade enquanto desfruta de mergulhos refrescantes numa envolvência natural sem igual no nosso país. Um hotel contemporâneo em harmonia plena com a natureza, que nos convida a desfrutar do melhor que o Douro tem para oferecer. No restaurante, também ele panorâmico, poderá saborear as especialidades da gastronomia regional, e no spa poderá experimentar o circuito de hidroterapia. No exterior, há paisagens encantadoras a descobrir, não apenas na perspetiva das margens, mas também do rio. A doca fluvial do hotel tem lugar para 26 embarcações que prometem um passeio inesquecível ao sabor das águas de um dos rios mais bonitos do mundo.

ROTEIRO F LUXURY – 7 LOCAIS IMPERDÍVEIS

O rio Douro nasce na Serra de Urbión, no norte de Espanha, a cerca de 2000 metros de altitude. É o segundo maior rio de Portugal. O seu comprimento total é de 927 km, mas, em Portugal, tem apenas 210 km.

Caves do Vinho do Porto

Vila Nova de Gaia guarda até hoje as famosas caves do vinho do Porto. É o lugar ideal para conhecer um pouco melhor a história do vinho produzido nas margens do rio Douro e para provar o seu precioso néctar. É também aqui que poderá admirar os antigos barcos rabelo, os únicos que outrora transportavam o vinho das quintas produtoras até à foz.

Museu do Douro

Situado na localidade de Peso da Régua, o Museu do Douro, dedicado à promoção do património, dá‐nos a conhecer uma outra perspetiva da cultura do vinho e da região.

Santuário de Nossa Senhora dos Remédios

Na margem sul do Douro, fica Lamego, uma das mais bonitas cidades do norte de Portugal. É aqui que podemos encontrar a escadaria de azulejos azuis e brancos que nos conduz até ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

Estação Ferroviária do Pinhão

No Pinhão, a estação ferroviária também merece uma visita, em boa parte devido aos 24 painéis cujos mosaicos refletem paisagens representativas da cultura vinhateira da região.

Castelo de Numão

Em Vila Nova de Foz Coa, o Castelo de Numão, classificado como monumento nacional desde 1910, é uma das melhores muralhas defensivas de fronteira da época.

Parque Arqueológico de Foz Côa

Também situado em Vila Nova de Foz Côa, é uma verdadeira «galeria de arte rupestre» ao ar livre, classificada de Património da Humanidade. Atualmente, o parque permite realizar visitas acompanhadas por um guia a quatro dos mais importantes núcleos do vale – Penascosa, Canada do Inferno, Ribeira de Piscos e Fariseu – em viaturas todo‐o‐terreno.

Aldeia Barca D’alva

É na área do Parque Natural do Douro Internacional, no Alto Douro Vinhateiro, que está situada a pequena aldeia Barca d’Alva, famosa pelos cenários que conferem as suas amendoeiras em flor, e por ter sido o refúgio preferido do escritor Guerra Junqueiro. Esta é também considerada a mais antiga região vinícola demarcada do mundo.

Por Sofia Santos Cardoso

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes