Comporta – Um convite ao prazeroso descanso

{"autoplay":"true","autoplay_speed":3000,"speed":300,"arrows":"true","dots":"true"}

A Comporta é uma faixa de aldeias costeiras e praias únicas, a apenas uma hora e meia de distância de Lisboa, que tem vindo a ganhar enorme reputação. Se há apenas uma década esta zona no estuário do rio Sado, junto à Serra da Arrábida, era frequentada apenas por locais e “conhecedores”, hoje em dia é um dos destinos mais procuradas por turistas e celebridades internacionais. São os casos do designer Christian Louboutin, da atriz britânica Kristin Scott Thomas, dos irmãos monegascos Andrea e Charlotte Casiraghi, de Rania da Jordânia e de Madonna, que desfruta da praia em passeios a cavalo.

Nem a “fama” do Algarve, nem destinos como Sardenha ou Saint-Tropez se lhe conseguem rivalizar quando se trata de um local que os famosos escolhem como seu refúgio na época estival. Embora os seus encantos sejam cada vez mais um segredo a céu aberto (a Comporta foi eleita uma das melhores praias do mundo pelo prestigiado The New York Times, e é frequentemente notícia), este destino mantém o espírito ecológico e de luxo. As praias de longos areais, as cabanas de madeira e colmo, as casas pintadas de azul e branco, a cor intensa do oceano, os frondosos pinhais e o verde deslumbrante dos campos de arroz conjugam-se para proporcionar uma atmosfera de sonho. Cegonhas, flamingos e umas centenas de pássaros diferentes sobrevoam este lugar vizinho de Troia, onde também vivem grupos de golfinhos que podem ser avistados.

Um cenário que incentiva ao descanso, ao prazer e onde a evasão permanece. Ao longo dos 60 km de praias, com o mar a perder de vista, podemos encontrar paisagens de dunas protegidas, extensos arrozais e casas de madeira cuja base é a areia da própria praia. Situada na península de Troia, a Comporta é uma reserva natural e uma das zonas húmidas mais importantes de Portugal. A agitação de outras estâncias não tem lugar aqui, pois o silêncio imperturbável permanece como marca. O estilo de vida na Comporta não carece de tempo. Assim é em todos os paraísos.

Gastronomia e compras

Generoso em lugares pitorescos, este destino nacional oferece ainda lojas de moda e para a casa, com propostas de cerâmica, artigos em linho ou vime, cafetãs, biquínis, fragrâncias – a Lavanda Concept Store, a Vintage Department, a Rice ou a CôtéSud são alguns dos espaços referência –, bem como espaços gastronómicos ao melhor estilo boho chic. O Museu do Arroz, um antigo moinho de arroz convertido num restaurante premium, é um bom exemplo disso. São famosos pratos como arroz de tamboril, arroz com choco ou os peixes grelhados. Ir ali jantar ou simplesmente desfrutar de uma bebida no terraço, a olhar os campos de arroz, é um verdadeiro must. Para o almoço, sugerimos a orla costeira alentejana, pois existe uma panóplia de propostas de restauração, tal como o Pôr do Sol, na Praia do Carvalhal, o Restaurante Sal, situado na Praia do Pego, com o peixe mais fresco proveniente da costa portuguesa e um dos locais mais in, tendo sido eleito pela publicação norte-americana Condé Nast Traveler como o melhor bar de praia do mundo em 2015, ou o Comporta Café, na Praia da Comporta. À beira-mar, em todos se propõem pratos típicos e alguns petiscos, como as lagostas grelhadas, num ambiente rústico, onde a poucos passos nos acenam as águas do Atlântico. Num outro registo, o Dona Bia, o Cavalariça, o Gervásio ou o Gomes – Casa de Vinhos e Petiscos também não nos deixam ficar com fome. Há mais, claro, mas nem pensar deixar a Comporta sem degustar um bom queijo de Azeitão ou as amêijoas à Bulhão Pato.

Atividades

Uma vez na Comporta, o ideal é passar o dia inteiro a descontrair na praia. Aqui, as ondas são moderadas e as águas cristalinas, de um intenso azul. Todas as praias Pego, Carvalhal e Comporta – têm estacionamento privado, além do serviço de camas ou espreguiçadeiras e chapéus de sol, mediante aluguer.

Se gosta de surf, a Praia do Pego é um dos melhores spots, mas prosseguindo na direção de Sagres, o litoral alentejano oferece vários outros pontos, como a enseada de Vila Nova de Milfontes. Se preferir algo mais aventureiro, os passeios a cavalo pelas areias brancas são ideais. Faça como Madonna e passeie até ao pôr do sol pelas praias desertas. Uma nota: convém levar repelente, pois entre as 18 e as 20 horas uma nuvem de mosquitos invade toda a zona costeira. E o mesmo vale se for assistir ao pôr do sol imperdível no porto palafítico da Carrasqueira. Aqui, a arquitetura particular, à beira-mar, data das décadas de 1950 e 1960 e é a única da Europa erguida em estacas de madeira irregular. É um dos pontos mais interessantes da Comporta e rende ótimas fotografias graças à sua luz, sem filtros.

Para apreciadores de vinho, a Adega da Herdade da Comporta dispõe de um agradável programa, que nos permite ver de perto a produção dos rótulos e conhecer a forma de produção do vinho. Durante a experiência, é possível acompanhar a chegada das uvas à adega e ficar com uma noção de todo o processo. Ainda na propriedade, vale a pena alugar um 4×4, uma moto-quatro ou uma bicicleta para enveredar por um passeio pelos magníficos arrozais. Mais a sul, Sines costuma organizar um evento musical durante o verão, o Festival Músicas do Mundo, mas há que saber das datas com antecedência.

Descanso

As Casas na Areia, o Cocoon Lodge ou o complexo Brejo da Amada são alguns dos hotéis ecológicos da região, com cabines integradas na natureza e todo o tipo de conforto. Minimalistas, construídas com madeira, palha, urze ou areia, estes volumes são caracterizados pela sua intimidade e simplicidade.

Sublime Comporta, situado numa propriedade com 17 hectares de pinheiros e sobreiros, é um complexo turístico composto por quartos, suítes e villas ao estilo “Cabanas da Comporta”, todas com piscina privada, lareira e terraços. Este resort não dispõe apenas de um jardim privado e da sua própria piscina, mas também de um spa. Em termos de experiências gastronómicas, apresenta duas: uma mais intimista e criativa, com produtos frescos e biológicos, no restaurante Food Circle; outra mais descontraída, na Tasca da Comporta, aberta de junho a setembro, que vai dos petiscos portugueses aos regionais, passando pelas famosas Ostras do Sado.

Já o Quinta da Comporta, assinado pelo arquiteto Miguel Câncio Martins, consiste numa pequena coleção de casas construídas com materiais naturais. Um spa resort que ganhou o prémio de Best International Getaway 2019, pela Condé Nast, em junho de 2019. Entre outras comodidades, o hotel dispõe de um spa, uma piscina aquecida de borda infinita e um restaurante que propõe uma viagem culinária pelos sabores autênticos e naturais que definem a Comporta: do mar à terra, privilegiando o peixe como a principal proteína.

Uma aldeia tipicamente alentejana, com casas azuis e brancas, está a nascer, com previsão de abertura para o verão de 2021. Situada nas imediações do Pego e do Carvalhal, apartamentos turísticos, villas e moradias de luxo surgirão enquadrados pelas dunas e pinhais adjacentes.

Peculiaridades

Inserida nos limites da Reserva Natural do Estuário do Sado, a beleza natural é o que mais se destaca na Herdade da Comporta. E tal serviu de inspiração ao livro Comporta Bliss, de Charlene Shorto e Carlos Souza, editado pela prestigiada Assouline. Inspiração foi o que também sentiu Christophe Sauvat, o francês que veste o mundo a partir daqui. O criador, que vive desde 2007 em Portugal, inspira-se nos azuis da região para a sua moda entre o romântico e o étnico.

A Costa Alentejana serviu de pano de fundo para Pedro Dias, advogado de formação, contar histórias com o olfato. A Comporta Perfumes ocupa um espaço privilegiado na perfumaria de nicho portuguesa e apresenta seis fragrâncias distintas. Sendo apenas uma, também foi aqui que surgiu o primeiro perfume de luxo, unissexo, totalmente concebido em Portugal. O francês Pierre Bouisson criou o seu perfume Alma da Comporta, uma ode ao mar e às atmosferas estivais de sol da zona.

Oásis da tranquilidade, este será mesmo o último recanto off mainstream de toda a costa europeia. Bela Comporta.

Saiba mais em http://www.herdadedacomporta.pt/

Por João Libério

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes