Sergio Rossi, um último adeus

Sergio Rossi, o icónico designer de calçado, faleceu aos 84 anos no passado dia 2 de abril devido a complicações relacionadas com o Covid-19. Sergio, que estava infetado, havia sido hospitalizado na unidade de cuidados intensivos do hospital Maurizio Bufalini, em Cesena, região italiana que foi fortemente atingida pelo vírus.

Riccardo Sciutto, CEO do Grupo Sergio Rossi, afirmou em comunicado: “Hoje, todos na Sergio Rossi se juntam a mim na lembrança do nosso querido Sergio, o inspirador fundador do nosso sonho”. No Instagram oficial da marca, Sciutto agradeceu, em nome de toda a equipa, ao criador da empresa. A notícia da sua morte fora anunciada pelo próprio, que entrou na companhia em 2016. “Foi um grande prazer conhecê-lo. Ele era o nosso guia espiritual e hoje é-o mais do que nunca”, sublinhou.

O império Rossi foi erguido nos anos 60 e rapidamente se tornou numa das marcas de calçado mais cobiçadas pelas estrelas internacionais. Nos dias de hoje, Sergio Rossi continuava a ser reconhecido como um designer inovador, e muitas das suas criações foram vistos nas pés de celebridades como Rihanna, Ariana Grande e Taylor Swift.

O mestre dos sapatos italianos tinha recentemente doado 100.000 euros para a luta contra o novo coronavírus, mas após a infeção não resistiu às complicações de saúde. A liderar a marca de sapatos fica, agora, o filho de Sergio, Gianvito Rossi, que nas redes sociais se despediu do pai com um sentido “Adeus, Maestro”.

Por João Libério

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

A Family Affair

Era uma vez uma casa com um passadiço a unir duas ruas de uma cidade

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes

Mônica Rosenzweig

Natural do Rio de Janeiro, a designer de joias viu a sua criatividade ser o