A parceria de sucesso Blancpain x Julien Royer

A conexão perfeita entre Art de Vivre e Haute Horlogerie

Pode-se dizer que a Blancpain é pioneira na celebração do conceito «Art de Vivre». Este fabricante de relógios suíço busca, há mais de 30 anos, a excelência, combinando a arte da relojoaria com os bons restaurantes, forjando uma aliança entre os mundos da «Haute Horlogerie» e «Haute Cuisine».

Tal ocorre porque os altos níveis de experiência, precisão manual e paixão são valores compartilhados entre o mundo da indústria relojoeira tradicional suíça e o da gastronomia requintada. Esta relação nasce, portanto, da convicção profunda de que existe um vínculo estreito entre esses mundos. Cada um desses domínios é, de facto, baseado em valores comuns, tais como a busca pela excelência, o entusiasmo apaixonado, experiência, segurança no toque e artesanato meticuloso.

A Blancpain tem vindo a cultivar associações estreitas com alguns dos maiores chefs mundiais, totalizando mais de cem estrelas Michelin entre eles. Tudo começou em 1986, quando a marca presenteou Frédy Girardet, pela primeira vez, com um relógio especialmente gravado para comemorar a conquista do prémio de «Melhor Chef do Mundo». Três anos depois, homenagearia Girardet, o falecido Paul Bocuse e Joël Robchon que foram premeados com «Chefs do Século» pelo famoso guia Gault & Millau, com um relógio especialmente gravado para cada um como lembrança da sua conquista.

Desde então, a Blancpain ampliou tal iniciativa, recebendo nomes de celebridades como os chefs Marc Haeberlin, Michel Troisgros, Edgard Bovier, Dani García, Martín Berasategui e Holger Bodendorf. A marca apoia ainda os melhores chefs da Suíça na competição «Bocuse d’Or Suisse», bem como o «Auction Napa Valley», o mais prestigiado leilão de vinhos solidário do mundo.

Nesse sentido, a Blancpain adicionou à sua lista de amigos da marca Julien Royer, francês, chef e proprietário do famoso Odette Restaurant, com duas estrelas Michelin, em Singapura, e que recentemente foi considerado dos 50 melhores restaurantes da Ásia e figura no número 18 na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo.

«No trabalho de um chef, o tempo é algo muito importante. Porque, qualquer prato e receita, só acabará por funcionar com o tempo certo. Precisamos adquirir os produtos na época certa do ano. Devemos buscar e jogar com ingredientes sazonais. Portanto, o tempo é extremamente importante», defende Julien Royer. Razão pela qual hoje, este chef exercita a sua arte com o seu novo Fifty Fathoms Bathyscaphe colocado no seu pulso.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes

Cristais

Brilho mágico

Cristais para casas em festa. Das taças de champanhe às garrafas, algumas propostas para receber

Chanel Nº 5

Chanel: para sempre Nº 5

Chanel convida-nos, nesta época festiva, a descobrir cinco razões para um ritual de aromas completo