Apelo à natureza na Semana da Alta Costura

Coleções inspiradas em motivos florais e volumes

Com a crescente consciencialização do impacto que a pegada humana impõe ao mundo, causando a constante destruição dos oceanos, glaciares e de toda a vida selvagem, os criadores presentes na Semana da Alta Costura de Paris aproveitaram a oportunidade para lançar, através das suas coleções, um apelo à recuperação e preservação da natureza.

Das grandes casas francesas às novas marcas, praticamente todas, de uma forma ou de outra, manifestaram preocupações ambientais. Nesta temporada primavera/verão 2019, isso não significou apenas bordar milhares de flores de tecido.

No caso da Valentino, que apresentou a coleção de maior destaque desta temporada, o estilista Pierpaolo Piccioli pediu às suas costureiras para batizarem pessoalmente cada peça em homenagem a uma flor, ousando ainda mais, ao fazer com que cerca de metade do elenco tivesse pequenas pétalas de tecido literalmente coladas às pestanas – uma façanha da maquilhadora Pat McGrath.

Em termos mediáticos, o grande destaque foi para as criações excêntricas de Viktor & Rolf, que brindaram os presentes com os seus volumes exuberantes, aos quais foram sobrepostos slogans como “F* This, I’m Going To Paris“, “Leave Me Alone“, “Go To Hell“, “I’m Not Shy, I Just Don’t Like You”.

Nomes fortes da moda parisiense, como Christian Dior, Schiaparelli, Giambattista Valli, Chanel, Giorgio Armani e Givenchy revelaram, de igual forma, uma preferência pelas silhuetas oversized, folhos megalómanos, bordados e estampados florais.

A Semana da Alta Costura ficou ainda marcada pelo regresso da supermodelo britânica Naomi Campbell às passarelas da Valentino, assim como pelo retorno da Balmain, que, após 16 anos de ausência, voltou a produzir uma coleção neste segmento.

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes