Destinos a visitar sem companhia

{"autoplay":"true","autoplay_speed":3000,"speed":300,"arrows":"true","dots":"true"}

Quando sozinho é melhor que acompanhado

Há quem diga que viajar acompanhado é melhor para poder partilhar histórias, episódios, experiências… Mas quem disse que indo sozinho não se pode divertir da mesma forma? Viajar sozinho permite-lhe abrir-se mais, conhecer novas pessoas, estar mais atento ao que o rodeia, experienciar as viagens de uma outra forma e, até mesmo, conhecer mais sobre si próprio. Por isso, não importa o que está a planear, o importante é ir!

Havana, Cuba

Aqui, a segurança dos viajantes é levada a sério, o que significa que vai encontrar muitos polícias nos bairros mais movimentados, muitas vezes providos de bons conselhos de onde comer e beber. A viagem não ficaria completa sem um passeio pela esplanada Malecón, para ver os carros clássicos americanos e os edifícios coloniais. Se quiser mesmo misturar-se com os Habaneros, leve um par de sapatos confortáveis, uma garrafa de vinho, e passe o serão tropical a dançar frente ao porto.

Dublin, Irlanda

Ostentando orgulhosamente a sua rica história milenar a par com a sua população internacional e a sua arquitetura contemporânea, é impossível não ficar apaixonado pelos encantos de Dublin, numa nação mundialmente conhecida pela sua boa disposição. Para ganhar a confiança de um irlandês só precisa de saber a canção “Wonderwall” dos Oasis. Depois de a cantarem juntos, verá que rapidamente está sentado no balcão de um pub tradicional a beber uma Guinness com um dos seus novos amigos. Em Dublin não é preciso ir à procura de diversão, ela vem ter consigo.

Florença, Itália

Sobre todas as coisas que já ouviu sobre Florença ser uma das cidades mais bonitas do mundo, saiba que é mesmo verdade! A beleza da Catedral Santa Maria dei Fiore, o pôr do sol na Ponte Vecchio, a imponência da estátua David, de Michelangelo, e muito mais. Florença foi o berço do Renascimento da Europa e é uma das cidades italianas mais belas. Porquê viajar para Florença sozinho? Os italianos são cordiais por natureza e orgulhosos da sua história, e numa cidade com tanto que fazer e aprender, é impossível chegar ao fim do dia sem um sentimento de satisfação. E nos momentos mais solitários, nada que uma massa ou uma pizza não resolva.

Copenhaga, Dinamarca

A capital da Dinamarca é conhecida pelas suas casas coloridas junto ao canal. No entanto, os dinamarqueses estão dedicados em fazer da capital uma das cidades mais amigas do meio ambiente, tendo começado por limpar a água dos canais e, também, investido na ampliação da rede de ciclovia, assim como no uso de energia sustentável. Visitar Copenhaga é como visitar uma cidade do futuro.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes

Sharam Diniz

Celebrities at Home – Sharam Diniz

Acredito que todo este panorama não esteja a ser em vão. Creio realmente que terá que haver uma mudança necessária no nosso comportamento em relação ao planeta, à natureza, à vida.

Pinky Promise

Ainda que um pouco inesperado, o rosa é a cor tendência para os dias de