Louis Vuitton Primavera/Verão 2018

{"autoplay":"true","autoplay_speed":3000,"speed":300,"arrows":"true","dots":"true"}

Apresentação da coleção feminina

O desfile foi realizado no coração de Paris, nas fundações do Palácio Real, que continua a ser parte do museu mais movimentado do mundo. Neste local onde se respira história, a Louis Vuitton encontrou o seu próprio significado especial: viajar entre o passado e o presente, para sempre juntos num único tempo.

A coleção de Primavera/Verão 21018 centra-se nos anacronismos, num diálogo entre guarda-roupas que transcendem o tempo. Seria possível acordar a roupa de outras eras e infundi-la no espírito de hoje? Durante uma visita ao Museu Met em Nova Iorque, Nicolas Ghesquière inspirou-se na noção de um estilo duradouro ao olhar o guarda-roupa aristocrático francês do século XVIII. Assim, o requinte das indumentárias cerimoniais, o bordado fino e a excessiva delicadeza da roupa de época misturam-se com a modernidade dinâmica e casual das peças atuais.

Um elaborado casaco de cauda pode ser conjugado harmoniosamente com umas calças cónicas, e um vestido melancólico pode fluir lindamente sobre uns ténis. Neste registo delicado, a Maison ultrapassa o tempo e interliga diferentes eras.

/ Artigos Relacionados

Artigos Relacionados

Pinky Promise

Ainda que um pouco inesperado, o rosa é a cor tendência para os dias de

/ Artigos Recentes

Artigos Recentes

Sharam Diniz

Celebrities at Home – Sharam Diniz

Acredito que todo este panorama não esteja a ser em vão. Creio realmente que terá que haver uma mudança necessária no nosso comportamento em relação ao planeta, à natureza, à vida.

Pinky Promise

Ainda que um pouco inesperado, o rosa é a cor tendência para os dias de